Categoria E-commerce

porpeZzo Ideias

Comércio eletrônico faturou R$21 bilhões no primeiro semestre de 2017

O crescimento de 7,5% comparado com o mesmo período do ano passado atrai empresários de diversos segmentos

O comércio eletrônico faturou R$21 bilhões no primeiro semestre de 2017, crescimento nominal de 7,5% ante o mesmo período de 2016, quando foram registrados R$19,6 bilhões. O número de pedidos aumentou 3,9%, de 48,5 milhões para 50,3 milhões, e o tíquete médio registrou expansão de 3,5%, passando de R$403 para R$418. Os números são do relatório Webshoppers 36, divulgado em 23 de agosto pela Ebit.

Segundo o relatório, uma das principais causas para o aumento dos pedidos foi a queda dos preços dos produtos comercializados online. O Índice FIPE Buscapé, que monitora a evolução dos valores cobrados no e-commerce, aponta para deflação de 5,38% nos últimos 12 meses encerrados em junho de 2017. O número de e-consumidores ativos registrou uma expressiva expansão de 10,3% no período, para 25,5 milhões. Para esse levantamento, são considerados os consumidores que fizeram pelo menos uma compra no e-commerce no primeiro semestre de 2017.

O relatório traz ainda um estudo inédito sobre o Digital Commerce, que agrega venda de produtos novos e usados de empresas para consumidores (B2C) e de consumidores para consumidores (C2C), além de serviços (Turismo e Ingressos). Esse mercado movimentou R$93,5 bilhões no ano passado. De 2012 a 2016, o Digital Commerce apresentou crescimento nominal de 88% com crescimento médio anual de 17%. Neste mesmo período, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro apresentou um recuo de 3,9%.

Confira o desempenho das principais categorias de comércio eletrônico neste primeiro semestre.

desempenho das principais categorias e commerce no primeiro semestre de 2017 - Comércio eletrônico faturou R$21 bilhões no primeiro semestre de 2017

Fonte: Ebit – Webshoppers 36

Crescimento significativo do M-commerce

O crescimento das vendas via smartphones e dispositivos móveis em patamares bem acima da média do mercado também foi um dos destaques do relatório Webshoppers 36. A expansão registrada no primeiro semestre de 2017 foi de 35,9% – nove vezes maior do que o volume de pedidos do mercado – registrando um share de 24,6% de todas as vendas do mercado.

Comércio eletrônico vem diminuindo a oferta de frete grátis

Os players do e-commerce reduziram a oferta de frete grátis. Dados do relatório Webshoppers 36 apontam que, para o mercado em geral, houve uma redução de 42% para 38% no 2o trimestre deste ano se comparado com o mesmo período de 2016. Levando-se em conta apenas os dez maiores players, esse percentual reduz de 26%, para 18% do mesmo período do ano passado.

Expectativas para o Segundo semestre

Para o segundo semestre de 2017, a perspectiva é que as três grandes datas do calendário do varejo – Dia das Crianças, Natal e, principalmente, Black Friday (24 de novembro) – impulsionem as vendas. Para este semestre, a Ebit espera um crescimento de 12% a 15%. Levando em conta os números deste primeiro semestre e a estimativa para o segundo, a Ebit prevê que o mercado volte a registar expansão de dois dígitos, atualizando para 10% a perspectiva de crescimento do mercado no acumulado do ano.

Digital Commerce

O relatório Webshoppers 36 traz um estudo inédito sobre o Digital Commerce, que agrega venda de produtos novos e usados de empresas para consumidores (B2C) e de consumidores para consumidores (C2C), além de serviços (Turismo e Ingressos). Esse mercado movimentou R$93,5 bilhões no ano passado.

De 2012 a 2016, o Digital Commerce apresentou crescimento nominal de 88% com crescimento médio anual (CAGR – Taxa Composta Anual de Crescimento, em português) de 17%. Neste mesmo período, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro apresentou um recuo de 3,9%.

Todo este crescimento mostra o potencial do comércio eletrônico no mercado nacional e tem atraído cada vez mais empresários que buscam expandir seus negócios e captar clientes além da região que já atuam.

porpeZzo Ideias

Em meio a crise, lojas virtuais são a salvação para comerciantes

O aumento crescente de usuários no Brasil comprando em lojas virtuais está ajudando o comércio a se manter em meio à crise.

Devido a facilidade de acesso a internet no interior do país, muita coisa mudou. Segundo a pesquisa feita pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), 55% da população brasileira usam a internet.

A quantidade de indivíduos que utilizaram a Internet nos últimos três meses, chegou-se à marca de 94,2 milhões de internautas no país, o que corresponde a 55% da população visitando sites e  lojas virtuais diariamente.

Ainda de acordo com essa pesquisa, o celular é o dispositivo mais utilizado pela população para acessar a internet com 89%, seguido pelo computador de mesa (40%), computador portátil ou notebook (39%), tablet (19%), televisão (13%) e videogame (8%).

Em meio à crise que o Brasil enfrenta, as vendas online tiveram 7,4% de aumento de lucro, arrecadando 44,4 bilhões em 2016, superando a marca de 41 bilhões em 2015, segundo a Associação do Comércio Eletrônico.

Enquanto isso as lojas físicas tiveram queda de 6,2% no total arrecadado, segundo o IBGE. Essa foi a pior marca registrada pelo varejo desde que o IBGE começou a fazer esse levantamento, em 2001.

Além do maior volume de vendas, as lojas virtuais conseguiram elevar os números de pedidos, com 106 milhões em 2016 e também aumentar em 8% o ticket médio gasto pelo consumidor, que foi de R$ 388 para R$ 452.

O aumento dos usuários de internet, principalmente no interior do país, está alavancando os lucros das lojas virtuais

Assim como o número de compradores, a quantidade de usuários da internet também vem crescendo nos últimos anos, passando de 105 milhões em 2014 para 150 em 2017, uma elevação de quase 50%.

Se você deseja empreender de forma online, vemos que esta é a hora, já que os hábitos de compra estão mudando e migrando para o mundo virtual, como os dados acima demostram.

Devido a maior segurança adotada pelos servidores e a praticidade de efetivar a compra de onde estiver, a tendência é que ela aos poucos tome o lugar das lojas físicas.

Como vemos diariamente que desde as grandes marcas de varejo até pequenos produtores artesanais, todos estão aderindo ao comércio eletrônico e tendo excelentes resultados.

Para quem deseja iniciar um empreendimento de venda online e assim fugir da crise que assola o setor varejista, deve-se usar corretamente as técnicas de otimização de sites, e marketing digital.

O mais importante é que seus clientes o encontrem e sigam seu site, compartilhem seu conteúdo e comprem com você. A estratégia de SEO correta fará com que seu site tenha o destaque que precisa para ser localizado, aumente o Lead de sua página e potencialmente os números de vendas.

Nossa equipe está preparada para atender suas necessidades utilizando a tecnologia mais moderna a seu favor. Clique aqui e descubra como podemos ajuda-lo a ter sua loja virtual.

porpeZzo Ideias

Era mobile – Sua empresa presente do Desktop ao Smartwatch

Possuir uma versão mobile do site da sua empresa é ser pioneiro e manter-se na frente de concorrentes. Um site mobile otimizado pode ajudar sua empresa a se conectar com os clientes e a impulsionar seu negócio.

mobile - Era mobile - Sua empresa presente do Desktop ao Smartwatch

A era mobile. Como seus clientes estão vendo sua empresa através de seus smartphones?

O que era apenas uma tendência já se torna realidade, estamos na Era mobile, a era dos Smartphones, a quantidade de celulares e tablets nas mãos de pessoas que passam o maior tempo conectadas está crescendo cada vez mais, fazendo com que empresas atualizem seus sites e portais para uma plataforma responsiva, com estrutura funcional e dinâmica em desktop e se ajusta perfeitamente aos tablets, smartphones e smartwatches.
No Brasil a grande parte das empresas ainda não despertaram para essa nova realidade  sendo que a pergunta hoje que o empresário deve fazer não é mais se tenho que estar no mobile e sim como estão me vendo no mobile. 

É importante perceber que mobile não é futuro, está acontecendo agora e isso significa que seu site precisa estar pronto para uma nova geração de consumidores, ou melhor dizendo, uma geração de consumidores com novos comportamentos na era digital, originários de plataformas mobile.

Porém é fundamental se atentar aos detalhes nesta atualização do seu site. As expectativas de usuários de Smartphones e Tablets é que sua experiência de navegação via plataformas mobile seja tão boa quanto suas experiências frente a desktops e notebooks.

Portanto, velocidade e identidade é fundamental! Sabemos que sites lentos para desktops e sites que não estão preparados para a navegação mobile já eram penalizados pelo Google e já ocasionam altas taxas de rejeição por parte dos internautas, imaginem o percentual dessas taxas de rejeição para usuários que tentem acessar seu site em dispositivos móveis. Além do que, a indentidade visual da sua empresa é essencial para que o usuário note essa fluidez como se estivesse em seu site no desktop.

Segundo pesquisas, 57% dos usuários de internet mobile não recomendariam a seus amigos uma empresa cuja versão de seu site não esteja apta para celulares ou tablets ou seja de má qualidade, e este comportamento abre margem para uma pesquisa por concorrentes.

Devemos dar atenção especial aos nossos sites, se eles estão perfeitamente apresentáveis para smartphones, tablets e smartwatches pois, como previu o Google a um tempo atrás, as buscas mobile hoje superam as procuras feitas via desktop – inclusive nas residências dos usuários. Segundo a pesquisa, o aparelho é o dispositivo mais usado em casa para acessar a internet (36%), desbancando o notebook (32%), o desktop (25%), e o tablet (6%).

Deste modo, se tornou essencial para o sucesso das empresas, acompanhar as tendências do mercado mobile.  Ao conhecer os hábitos e interesses dos seus clientes, as possibilidades de promover ações de sucesso só aumentam. Fique atento às novidades, atualize hoje seu site e qualifique o relacionamento com seus clientes.

porpeZzo Ideias

Site para mobile. Você precisa se atualizar

Disponibilizar seu site para mobile é uma necessidade com o aumento constante de usuários de internet móvel acessando e comprando através dos seus smartphones.

Atualizando seu site para mobile 300x224 - Site para mobile. Você precisa se atualizarA mobile web veio realmente para ficar, ou melhor, em alguns casos ultrapassar o uso dos tradicionais PCs já que o smartphone está sempre a mão pronto e conectado.

Segundo o blog de desenvolvedores Google, o Web design responsivo (RWD, na sigla em inglês) é uma configuração na qual o servidor sempre envia o mesmo código HTML a todos os dispositivos, e o CSS é usado para alterar o processamento da página no dispositivo.

Os algoritmos do Google devem detectar essa configuração automaticamente e indexar o site com maior facilidade.

Aí você me pergunta. Mas porque eu devo disponibilizar meu site para mobile?

Eu te respondo com outra pergunta. Já acessou uma página que não é mobile-friendly ( mobile ou responsivo ) através de um smartphone ou tablet? Fica estranho, com uma leitura difícil e, em alguns casos aonde o site contém animações em flash, nem carregam nos dispositivos mobile. Além do Google ter modificado seu método de buscas para dispositivos mobile, como falamos anteriormente, colocando como principais resultados o site para mobile e deixando os que não estão com a programação responsiva mais para trás nas páginas encontradas e você sabe que ninguém pesquisa muito nas páginas seguintes, todos querem o resultado da primeira página.

Não podemos negar essa realidade, o Google já anunciou que irá dar preferência nos resultados de suas pesquisas via mobile para os sites responsivos, que sejam mobile-friendly e se o seu site ainda não for responsivo, corra para atualiza-lo.

Nós da peZzo idéias e Soluções podemos te ajudar com isso. Dê uma olhada em nossos planos, veja qual se enquadra melhor a você e deixe que nós iremos atualizar seu site para mobile, conservando todo o seu conteúdo, utilizando as linguagens de programação mais modernas e seguras, otimizando seu site e sua posição nos resultados de busca.

Segundo a Anatel, O Brasil terminou Fevereiro de 2015 com 282,6 milhões de celulares e o equivalente a 138,7 celulares a cada 100 habitantes.

O mês de Fevereiro de 2015 apresentou adições líquidas de 852 mil celulares além de o acesso pré-pago apresentar adições líquidas de 392 mil e o pós-pago de 460 mil.

Dados Preliminares da Anatel indicam que em Março de 2015 foram adicionados 124 mil acessos móveis no pré-pago.

Com estes números podemos ver que o mercado mobile está a cada dia mais estável e que devemos nos ajustar a esta realidade. Ter um site responsivo, um site mobile-friendly deixou de ser um luxo e se tornou uma necessidade real para nos ajustarmos e não ficar fora deste mercado de mais de 79 milhões de usuários ativos na internet mobile no Brasil hoje.

porpeZzo Ideias

Site mobile. Você está preparado para o “Mobilegeddon”?

pesquisar no google2 300x224 - Site mobile. Você está preparado para o "Mobilegeddon"?

Você já possui um site mobile? Páginas mobile-friendly serão melhor classificadas nos resultados de pesquisa do Google

 

Seu site está pronto para Mobilegeddon do Google? Desde o dia 21 de abril a Google está usando o critério de sites mobile-friendly (site mobile ou responsivo) como um fator de classificação nas pesquisas. Esta mudança pode impactar a colocação do seu site nos resultados de pesquisa, como anuncioua empresa em seu blog oficial

Estamos ampliando o uso do site mobile no ranking de nossos resultados devido ao aumento do número de usuários efetuando buscas em dispositivos mobile e nós devemos facilitar a pesquisa destes usuários.

A partir de 21 de abril, estaremos ampliando a nossa utilização de dos sites mobile como qualificação de ranking. Esta alteração irá afetar as buscas móveis em todas as línguas em todo o mundo e terá um impacto significativo em nossos resultados de pesquisa. Conseqüentemente, os usuários terão mais facilidade para obter resultados relevantes, de alta qualidade de pesquisa que são otimizados para os seus dispositivos.

Segundo o Google, 61% dos usuários se mostram insatisfeitos quando um site não abre corretamente em seus celulares ou tablets. Foi pensando neste crescimento do mercado mobile nos últimos anos que a empresa resolveu priorizar sites com conteúdo responsivo no ranking orgânico de suas buscas.

Sites responsivos são páginas da web cujo layout do conteúdo se adapta facilmente a tela do dispositivo que o usuário está utilizando.

Quando o site não é responsivo, sua visualização em um dispositivo móvel geralmente tem o conteúdo afetado aparecendo muito pequeno na tela, dificultando a leitura. Atualizando o site para o design responsivo, ele passará a fornecer ao usuário uma experiência de visualização otimizada, de fácil leitura e navegação, para uma ampla gama de dispositivos que vão de desktops e notebooks a telefones celulares, smartwatch, tablets e demais dispositivos mobile.

porpeZzo Ideias

Loja virtual mobile, uma necessidade para ampliar suas vendas no mercado atual.

01 09 14 300x300 - Loja virtual mobile, uma necessidade para ampliar suas vendas no mercado atual.É, através da sua loja virtual, que o usuário será apresentado aos produtos e ter a chance de se sentir motivado para realizar a compra. Partindo-se da premissa que os produtos são de interesse do usuário e estão sendo oferecidos a um preço justo, a decisão de compra vai depender da qualidade da loja virtual em transmitir informações precisas ao comprador; além da confiabilidade, segurança e facilidade de navegação encontrada. E, por isso é necessário uma loja virtual Mobile. Hoje, o comércio eletrônico no Brasil já é uma realidade concreta e com perspectivas muito positivas para o futuro. Um dos indicadores que mostram um grande espaço de penetração: atualmente, no Brasil, cerca de 17 milhões de pessoas já utilizam o Internet banking. Essas pessoas já possuem o acesso à rede e a renda para consumir. Estão prontos para serem consumidores on-line. Mais de 80% dos usuários da rede já se utilizaram dela para fazer compras. Isso faz com que o e-commerce se torne uma lucrativa área de investimento. Estes 80% consideram os compradores casuais e os recorrentes (estes compreendem 50% do mercado).

porpeZzo Ideias

Sua loja na internet

Já pensou em ver sua loja na internet aberta, vendendo durante os 7 dias da semana,  24 horas por dia, aceitando todos os cartões de crédito, débito, boleto e muito mais?  Comece hoje mesmo a vender com Visa, Mastercard, Amex (à vista ou parcelado), com boleto, débito em diversos bancos e muito mais, com total segurança.

porpeZzo Ideias

Redes sociais a seu favor

social media billboard 300x208 - Redes sociais a seu favorEstar presente nas redes sociais deixou de ser mais uma escolha. Mas não basta apenas estar presente, É preciso ter as redes sociais a seu favor, saber utilizá-las, torná-las interessantes para seus clientes, atrativas e relevantes.

A divulgação correta fará com que mais pessoas passem a seguir a sua marca, seja pelo conteúdo relevante publicado, seja pelos produtos ou serviços ofertados.

Além de aproximar a sua marca e seu público, a divulgação correta nas redes sociais acrescenta relevância aos assuntos publicados em seu site, fazendo com que os buscadores vejam seu site com maior destaque, subindo sua posição nas buscas.

Podemos ajuda-lo a atrair mais clientes tendo as redes sociais a seu favor. Quer saber mais? Então clique aqui.

WhatsApp chat